Archive for Links Patrocinados

A Estratégia do Google Para a Expansão do SEM

Férias, finalmente! Estava realmente precisando de alguns dias de descanso de verdade. Só agora conseguirei colocar o blog em dia 🙂

Bem, a esta altura do campeonato, você já deve ter visto pipocar pela Web a nova investida do Google para impulsionar o mercado de search engine marketing. Os inovadores de Mountain View deslancharam um desafio online que consiste em mobilizar universidades e escolas em todo o mundo para o exercício criativo e estratégico do fantástico e bilionário mundo do SEM (leia-se Google AdWords).

O Google parece estar em uma fase de maturação em relação ao modelo de links patrocinados. Temos visto os seus avanços na área da mobilidade, a expansão da sua gama de serviços para incremento de inventário publicitário e o seu constante engajamento para a inovação. Tudo isso, somado à mais nova tática para atingir um público acadêmico, tem coerência total com o seu real modelo de negócio.

Ora, estamos falando de uma empresa que oferece alguns dos mais inovadores produtos da Web, utilizados por milhões de internautas sem que eles tenham de colocar a mão no bolso. A publicidade paga a conta, através dos anúncios baseados em contexto.

O desafio lançado para estudantes e instituições de ensino visa justamente tornar o AdWords mais conhecido e difundí-lo como plataforma padrão deste tipo de publicidade. Ao realizar uma ação como essa, o Google mira o futuro do AdWords e a sua participação hegemônica no mercado de SEM, sobretudo nestes tempos de barulho do lado da concorrência.

Comments (1)

Resumo do SEMS Brazil 2007

Depois de 2 dias na terra da garoa e 2 dias de volta à terra do pôr-do-sol, cá estou para contar como foi a primeira edição do Search Engine Marketing Strategies Brazil. Mas antes gostaria de expressar a minha empolgação pela informação que me foi dada na sexta-feira sobre a realização de um SMX no Brasil em 2008. O mercado de search marketing nacional está finalmente se mexendo, hein? 🙂

A série de palestras foi dividida em duas partes: Yahoo! e Google (veículos) palestrando pela manhã e anunciantes e agências à tarde, com exceção do UOL que também apresentou as suas soluções para a publicidade contextual. Acho que o lugar comum foi mesmo o processo de desenvolvimento das campanhas de links patrocinados. Quase todos os palestrantes caíram no mesmo framework que já é praxe entre search marketers. Vou começar com um resumão das palestras da manhã.

Marcelo Alvarenga (Yahoo! Brasil):

  • Fez uma ótima palestra de abertura da conferência.
  • Começou mostrando a evolução da mídia online frente aos meios tradicionais (Porto Alegre tem apenas 28% de penetração da internet!!!).
  • Falou do caso do 15/05/2006, quando a movimentada Avenida Paulista ficou deserta à noite com as notícias do PCC em São Paulo. Segundo o Marcelo, a informação foi divulgada em um momento em que a maioria das pessoas estava no trabalho e atribui, portanto, à internet tal acontecimento.
  • Mostrou duas pesquisas realizadas pelo Yahoo! chamadas “Long and Widing Road” e “BrandAdvocates”.
  • Uma das pesquisas revela o caminho do consumidor para uma aquisição (ciclo de compra) baseando-se em entrevistas e tracking via Web, métodos que o palestrante defendeu dizendo que funcionam muito bem juntos.
  • Defendeu também o kick-off de campanhas simultaneamente nos meios online e offline.
  • Falou da força dos links patrocinados combinados com comunidades (redes sociais) para a amplitude da reprodução de uma campanha. Citou o caso de uma empresa que vende laxante e usou o Yahoo! Respostas como um canal de bate-papo entre os consumidores e um médico especialista no assunto. A campanha usou o número de impressões e de respostas como métricas de sucesso.
  • Falando em métricas, Marcelo ainda tratou de algumas bem importantes para cálculos de conversão: CPA, ROI, intenção de compra e ticket médio.
  • A parte mais legal de todas: tendências. Basicamente, apontou a migração das verbas de outras mídias para SEM, falou de celular (Yahoo! Go chega oficialmente ao Brasil no início de 2008) e de buscas mais direcionadas na Web através de sites de pesquisa verticais (será?).
  • Perguntei sobre os formatos de anúncio para celular que o Yahoo! pretende trabalhar no Brasil, mas essa resposta ainda não poderia ser revelada. Marcelo também fez mistério quanto ao uso de vídeo quando mencionei os planos para a mobilidade com a TV digital.
  • Revelou que o famoso SmartAds está vindo ao Brasil. O Yahoo! está fazendo testes com logomarcas nos resultados de busca (deu o exemplo da Sky).

Marco Bebiano (Google Brasil):

  • Sua apresentação estava focada na rede de conteúdo do Google.
  • Resgatou uma informação interessantíssima: as pessoas passaram 45% do tempo online em sites de conteúdo no ano de 2006 frente a 36% em 2005.
  • Chamou o estágio atual da publicidade online de era da mídia de massa customizada (mass customization era).
  • Apresentou o já conhecido ciclo de busca: conhecimento > consideração > ação.
  • Falou dos fantásticos Gadget Ads para o AdSense.
  • Apontou uma métrica para melhorar o desempenho da publicidade de um site: pages per unique visitor.
  • Perguntei sobre a saída do link “Anuncie neste site” dos anúncios da rede de conteúdo e não soube responder a questão, porém enfatizou a possibilidade de segmentação por site (site targeting). Em passagem pelo Google na sexta-feira, me disseram que o que aconteceu foi que a empresa detectou que a retirada do link aprimorava em uma média de 20% a performance dos anúncios (quem diria?).
  • Perguntei sobre a medição de métricas de interação nos Gadget Ads e o Marco respondeu que tudo pode ser definido dentro de um simples arquivo XML. Barbada, hein? 🙂
  • O Alexandre Kavinski gritou do fundo do salão que hoje há 3 milhões de blogs no Brasil e que isso representa 6% dos blogs do mundo. Impressionante!

Aliás, breaking news: Marco Bebiano assumirá o Comitê de SEM do IAB Brasil no próximo ano, tomando a posição hoje ocupada pelo grande Alexandre Kavinski, meu parceiro na Mídia Digital. Que venha o SMX! 😀

Comments (3)

SEMS Brazil 2007: Quem Vai?

SEMS Brazil 2007Semana de SMX em Londres, mas já estamos a menos de duas de termos, finalmente, um grande evento de search marketing no Brasil. A primeira edição do novíssimo e aguardado Search Engine Marketing Strategies Brazil será no dia 6 de dezembro no Blue Tree Towers Faria Lima em São Paulo e vai reunir a nata do mercado da busca e do marketing online nacional.

No programa estão palestras sobre busca orgânica, links patrocinados, métricas, rede de conteúdo do Google, branding e diversos cases de grandes empresas como Motorola, ESPN Brasil, Mercado Livre, Brasil Telecom e outras. Ou seja, o evento está realmente imperdível! 🙂

Só senti falta mesmo de uma palestra com foco em social media. Mas, ainda assim, está no nível dos grandes congressos de search marketing internacionais. Obrigado, IQPC!

Comments (1)

Medindo as Campanhas de Fim de Ano

O Natal já chegou para o mercado da publicidade e, como sabemos, na internet as coisas tendem a ser ainda mais rápidas. No caso dos banners, chegou o momento de passar o briefing da campanha para a agência desenvolver as peças mais atrativas para conquistar o clique do usuário em um período de cliques impulsivos. No caso dos links patrocinados, já é hora de colocar no ar os anúncios para desenvolver um bom histórico no período mais importante do ano, especialmente para o varejo.

A pergunta do momento é: você está preparado?

Caso a resposta tenha sido negativa, ainda há (pouco) tempo para se dar bem na Web neste fim de ano. Mas é muito importante definir, desde o início, quais serão as métricas-chave da sua campanha. Você pode ter como objetivo a geração de tráfego para o seu site, de leads, de vendas, etc. Para cada caso, há uma diferente forma de medir a performance e os resultados da sua campanha.

Banners:

Uma ótima forma de medir os resultados de banners é usar tracking codes. Durante o período da campanha, acompanhe a evolução diária de impressões, cliques, CTR e CPC (sim, mesmo que você esteja comprando impressões). Você quer que o volume de cliques seja o maior possível de modo a reduzir o CPC e gerar o máximo de tráfego ou transações com o menor custo. Para isso, trabalhe com diferentes versões de peças fazendo testes A-B até o fim da campanha e procure sempre apostar nos creatives de maior CTR. Se o seu objetivo é levar audiência para o seu site, compare o resultado de cliques da campanha com o número de visitas gerado pelos seus banners e adicione uma coluna à sua planilha para calcular o custo por visita. Caso o seu objetivo seja venda, divida o CPC pela taxa de conversões por clique e obtenha o custo por aquisição (CPA) em outra coluna da sua planilha, conforme a fórmula abaixo:

CPA = CPC/Taxa de conversões = (custo/clique)/(conversões/clique)

Links Patrocinados:

O valor das palavras-chave tende a aumentar nesta época do ano. Isso ocorre porque as conversões aumentam mais que os cliques, então as taxas de conversão tendem a aumentar também, o que torna os cliques mais caros e faz com que os anunciantes aumentem os seus lances. Como resultado, o CPC sobe.

Voltando à nossa fórmula acima, embora o CPC aumente no Natal, a tendência é que as conversões aumentem ainda mais e isso reduz o CPA. Sendo assim, vale a pena apostar em algumas palavras-chave bastante buscadas para atingir o máximo de público interessado nos seus produtos.

Uma boa dica para a seleção das suas palavras-chave é usar o Google Trends, que mostra o volume das buscas em determinados anos, meses, países e até estados. Veja, por exemplo, a comparação abaixo:

Google Trends para buscas relacionadas a PC

Perceba que a procura pelo termo “pc” ainda é grande no Brasil, mesmo com o aumento de buscas por “notebook”. Agora vamos comparar o desempenho das buscas por alguns dos campeões de vendas do Natal:

Google Trends para produtos relacionados ao Natal

É, parece que ninguém quer saber de ler livros em fim de ano. Por outro lado, veja só o que acontece com os outros produtos na proximidade do Natal. As buscas simplesmente disparam!

Bom, espero que este post seja útil para alguém e que todos tenhamos um Natal muito feliz e com ótimos resultados em nossas campanhas online.

Deixe um comentário

Novidade no AdWords: Índice de Qualidade

Para quem tem campanha veiculando no Google AdWords, uma novidade na página de Análise de Palavras-chave deve chamar a atenção: a novíssima guia “Índice de Qualidade”.

Índice de Qualidade de palavras-chave no Google AdWords

Trata-se de um novo recurso oferecido pelo Google aos anunciantes que permite conferir o impacto desse índice (Ótimo, OK ou Insatisfatório) na visibilidade de um anúncio. O sistema se propõe não apenas a identificar a relevância das palavras-chave, mas também a analisar a qualidade da página de destino.

Mais um acessório importante para o cinto de utilidades do AdWords.

Deixe um comentário